terça-feira, 3 de maio de 2011

Roteiro para Cinema com Pablo Meza: Maio em PoA


A TecniArt Filmes traz a Porto Alegre, entre os dias 16 e 27 de maio, Pablo Meza, premiado diretor e roteirista argentino. Meza ministrará curso de roteiro para cinema, com aulas teóricas e práticas. Para saber mais sobre o diretor e roteirista,  clique aqui.
Informações sobre o curso:
http://tecniartfilmes.com.br/blog/?p=1414
Período: de 16 a 27 de maio de 2011
Local: Rua Itororó, 195/101 – Menino Deus

Investimento:

 R$ 700,00 Até  30/04À vista: R$530,00
A prazo em duas vezes: R$300,00 + 1x R$300,00
A partir de 01/05À vista: R$600,00
A prazo: R$350,00 + 1x R$350,00
1) Pagamento parcelado
Na modalidade parcelado, o valor da primeira parcela (matrícula) é à vista (em dinheiro, cheque ou depósito bancário).
Demais parcelas: cheques pré-datados
Datas das parcelas: as parcelas caem no mesmo dia do mês do pagamento da matrícula.
Ex: pagando a matrícula dia 05/04, a 1a. parcela fica para 05/06.
2) Pagamento à vista: Pagamento à vista em dinheiro ou cheque
3) Depósito bancário. Solicitar os dados pelo email cursos@tecniartfilmes.com.br
Programação: clique aqui para acessar a programação completa do curso

AULA 1 – 16/05 (segunda-feira), das 19h30 às 22h30

* Apresentação do curso.
* Princípios do roteiro de cinema (parte teórica do dia):
1) O Princípio: Diferenças entre roteiro de cinema e outros tipos de roteiro (TV, dramaturgia, etc.).
2) Exemplos das diferenças mais notórias de tipos de roteiro.
3) Técnicas e regras da escrita (formas de narração e dos diálogos, tipo de fontes e cabeçalhos).
* Princípios do roteiro de cinema (parte prática do dia):
1) Primeiras ideias sobre os roteiros a desenvolver.
2) Debate de ideias entre o grupo.

AULA 2 – 17/05 (terça-feira), das 19h30 às 22h30

* Princípios do roteiro de cinema (parte teórica do dia):
1) O Princípio: Depois de ideia, a história.
2) Noções de gênero.
3) Diferenças entre as histórias latino-americanas e de outras partes do mundo.
4) Alvo: A amostragem do público que pode estar enxergando histórias diferentes.
5) Como fazer uma escaleta e um planejamento de uma história.
* Princípios do roteiro de cinema (parte prática do dia):
1) Eleição das histórias a desenvolver em grupo ou individualmente.
2) Em cada caso, perguntas e respostas para avançar com a história.
3) Jogo de aprendizado no prazo de dois dias de palestras.
4) Criação de uma escaleta e planejamento da história.

AULA 3 – 18/05 (quarta-feira), das 19h30 às 22h30

* Princípios do roteiro de cinema (parte teórica do dia):
1) O Princípio: A escolha dos personagens.
2) Desenvolvimento dos personagens: A importância dos nomes; a psicologia de cada um; a escolha dos aspectos físicos.
3) Desenvolvimento da estrutura de relação entre os diferentes personagens.
4) Comportamento dos personagens seguindo a problemática da história.
5) Diferenças entre os protagonistas e os antagonistas.
6) A importância e o desenvolvimento dos personagens secundários.
* Princípios do roteiro de cinema (parte prática do dia):
1) Leitura das diferentes escaletas e planejamento escritos pelos alunos.
2) Debate da evolução das histórias entre os estudantes.
3) Trabalho de desenvolvimento dos personagens de cada história, seguindo o princípio  teórico das aulas anteriores.

AULA 4 – 19/05 (quinta-feira), das 19h30 às 22h30

* Princípio do roteiro de cinema (parte teórico do dia):
1) O Princípio: A estrutura do roteiro. Plot.
2) Projeto da duração do script.
3) Inserir os personagens delineados na história. Compatibilidades e incompatibilidades entre os personagens e a história.
4) O início do script: Apresentação da história e as técnicas para capturar o público desde o início.
5) Conhecimento das regras do roteiro para estabelecer e pôr em prática todo o script.
6) Ruptura e impossibilidade de quebrar algumas regras padronizadas desde o início.
7) Exemplos.
* Princípios do roteiro de cinema (parte prática do dia):
1) Leitura dos personagens pelos alunos.
2) A discussão entre os alunos sobre os personagens feitos, liderado pelo professor.
3) Início: Design de um script de curta-metragem baseado no resumo feito anteriormente.
4) Escreva as primeiras páginas

AULA 5 – 20/05 (sexta-feira), das 19h30 às 22h30

* Desenvolvimento do roteiro (parte teórica do dia):
1) Desenvolvimento: A estrutura e as suas ramificações.
2) Como desenvolver a história sem que ela perca a qualidade.
3) Quais são os pontos da trama? Quando e como usar? Eleger ou eliminar de acordo com o tipo de roteiro.
4) Escrever as ações dos personagens e o espaço temporal da história.
5) Exemplos de ações dos personagens no espaço temporal.
6) As licenças e limitações de ação sobre as ações dos personagens para não invadir o trabalho dos outros itens de trabalho (gerentes de câmeras, atores, diretores, diretores de arte, etc.).
7 ) Desenvolvimento: As ações e diálogo a serviço do enredo.
8 ) Construção de diálogo. Questões de ordem técnica, formatos, etc.
9 ) Diretrizes para os diálogos são maneiras realista ou exageradas, segundo o gênero e o tom da história.
10 ) As informações da história do diálogo. Como não explicar tudo nos diálogos.
11 )  Como resumir ou ampliar o diálogo sem ser redundante.
12 ) Eleição de silêncio, se necessário, ao invés do diálogo: “Uma imagem vale mais que mil palavras”.
* Desenvolvimento do Roteiro (parte prática do dia):
1) A leitura das primeiras páginas.
2) A discussão entre os alunos sobre o que foi escrito, dirigido pelo professor.
3) Com base na nova teoria aprendida em sala de aula, reescrever as primeiras páginas e desenvolver a estrutura do script usando ou descartando pontos.
4) Adiantando o desenvolvimento do roteiro. Ideias em sala de aula, trabalhar em casa.
5) Leitura.
6) A discussão entre os alunos sobre o trabalho realizado.
7) Diálogos e montagem. Inclusão de diálogo na ação e correção dos diálogos previamente escritos como aprendeu na aula.

AULA 6 – 23/05 (segunda-feira), das 19h30 às 22h30

* Desenvolvimento do roteiro (parte teórica do dia):
1) Desenvolvimento: reviravoltas na história.
2) Reticências, pontos de inflexão, clímax.
3) Como manter a lei da história, em vigor desde o início pode fazer mudanças na história.
4) Como manter o conflito e atenção do público.
5) Como não cair na repetição do conflito ou imitações comum (clichê) e pontos de vista de outras histórias.
6) Os métodos de contar histórias antigas cada vez mais obsoletos: Voice-overs, racconto, entre outros versus o método do cinema contemporâneo.
* Desenvolvimento do Roteiro (parte prática do dia):
1) Leia o script com um novo diálogo.
2) A discussão entre os alunos sobre a história escrita.
3) Desenvolver pontos de articulação e elipses. Conseguir mudar a história, sem alterar a lei em vigor desde o início.
4) Continuar com a história, a remoção de narração, se houver, e da narrativa.
5) Continuar a escrever o roteiro.

AULA 7 – 24/05 (terça-feira), das 19h30 às 22h30

* Desenvolvimento do roteiro (parte teórica do dia):
1) Desenvolvimento: A chegada do nó do script.
2) Como corrigir os pontos frágeis do roteiro.
3) Como se aproximar do meio da história para se preparar para o resultado.
4) A evolução dos personagens.
5) Quadros escondidos, molduras.
* Desenvolvimento do Roteiro (parte prática do dia):
1) Ler o roteiro com os novos pontos de virada da história e elipses.
2) A discussão entre os alunos sobre o andamento do roteiro escolhido, sob a direção do professor.
3) Escrever o roteiro, apresentando enredos ocultos e subparcelas.
4) Evoluir na construção do roteiro estando quase na metade da história.

AULA 8 – 25/05 (quarta-feira), das 19h30 às 22h30

* Comercialização do roteiro (parte teórica do dia):
1) O Final: Preparativos para o fim da história.
2) Como lidar com os picos de tensão antes do final da história.
3) Como gerenciar a resolução de conflitos.
4) A ordem dos personagens e seus relacionamentos.
5) As terminações diferentes: final feliz, final trágico.
* Comercialização do Roteiro (parte prática do dia):
1) Leia o roteiro escolhido, com ênfase nas parcelas e subparcelas.
2) Discussões entre os estudantes. Revisão geral da escrita até o momento para trazer o desfecho da história.
3) Acabar de escrever o nó da história e começar a escrever o resultado.

AULA 9 – 26/05 (quinta-feira), das 19h30 às 22h30

* Comercialização do roteiro (parte teórica do dia):
1) O Final: Analisar a primeira versão de um script.
2) Como perder o medo de mudar as versões iniciais.
3) Instalação de novas versões de cenas. Desordem e capítulos de uma nova ordem.
4) Como reforçar a história, uma vez concluída.
5) Como analisar o trabalho inteiramente orientadas para o mercado: Design.
* Comercialização do roteiro (parte prática do dia):
1) A partir deste dia em todas as aulas práticas, haverá uma revisão de tudo que foi escrito até o momento.
2) Discussões entre os estudantes de terminações diferentes para escolher.
3) Escrever desfecho da história.

AULA 10 – 27/05 (sexta-feira), das 19h30 às 22h30

* Comercialização do roteiro (parte teórica do dia):
1) A Comercialização: Como vender a história.
2) Estratégia para produtores e jurados leiam o roteiro.
3) Preparação do projeto.
4) Como criar sinopses vencedoras.
5) Pitch. Como fazer um bom pitching.
6) Trabalhar com as distintas versões do roteiro para quem vai ler: Criar diferentes versões para atores, produtores e diretores de departamento.
7) A Revisão: Resumo de tudo que foi aprendido nas aulas teóricas.
8 )  Esclarecimento de dúvida dos alunos.
9) O trabalho como roteirista profissional e segredos úteis.
10) Fim das aulas,  discutindo experiências pessoais e profissionais.
* Comercialização do Roteiro (parte prática do dia):
1) Forte revisão do escrito até o momento para avançar no desenvolvimento da história.
2) Debate entre os alunos.
3) Seguir escrevendo a história.
4) Forte revisão do que estudamos anteriormente.
5) Discussões entre os estudantes.
6) Complete o primeiro rascunho do roteiro escolhido.
Pablo Meza nasceu em Buenos Aires, na Argentina, em 1974. Formou-se diretor de cinema pela Fundación Universidad del Cine em 1997, época em que trabalhava para o canal argentino Telearte SA. Paralelamente a formação universitária, fez cursos de roteiro com Martín Salinas e Jorge Goldenberg.
Atualmente, além de diretor e roteirista, Meza dá aulas de roteiro no Instituto Vocacional de Arte de Buenos Aires e consultoria de roteiros a profissionais do mercado de forma independente.
Entre 1995 e 1998 dirigiu três curta-metragens em 16mm: “Detrás de la Ventana”, “Voces Blancas” e “Estudiante de Cine”. Seus trabalhos de maior destaque como roteirista e diretor são:
- “La Vieja de Atras” (2010 – Longa-metragem em 35mm)
  • Co-produção Argentina – Brasil
  • Estreou na Argentina em 20 de janeiro de 2010
  • Prêmios de formação de roteiro que financiaram o filme:
    - The Global Film Initiative (EUA)
    - Fundo de ajuda para co-produção para filmes dos países da Ibero América (Ibermedia)
  • Seleções e  Prêmios:
    - Melhor Ator: 38º Festival Ibero-americano de Cinema de Gramado, Brasil – 2010
    - Melhor Roteiro: 38º Festival Ibero-americano de Cinema de Gramado, Brasil – 2010
    - Seleção Oficial: 34º Festival Internacional de Cinema do Cairo, Egito – 2010
    - Seleção Oficial: 25º Festival Internacional de Cinema de Mar del Plata – 2010
- “Buenos Aires 100 km” (2004 – Longa-metragem em 35mm)

  • Prêmios de roteiro que financiaram o filme:
    - “Melhor Roteiro Inédito” no 23º Festival Internacional de Cinema de Havana
    - Ajuda a produção para produção de filme pelo Fonds Sud Cinéma, França
  • Competiu em 30 Festivais Internacionais de Cinema, obtendo 15 prêmios
  • Seleções:
    - Festival Internacional de Cinema de San Sebastián – 2004:  melhor roteiro original e prêmio de especial do juri
    - Festival de Cinema Ibero-americano de Huelva, Espanha – 2004: melhor filme e melhor roteiro original
    - Festival de Cinema Latino-americano de Lleida, Espanha – 2005: melhor fotografia e melhor música original
    Providence Latin American Film Festival, Rhode Island, USA – 2005:  prêmio especial do juri
    - Festival de Cinema Latino-americano de Santa Cruz de la Sierra, Bolívia – 2005: melhor diretor
    - Festival de Cinema Latino-americano de Washington – 2005: melhor filme
    - Festival de Cinema Latino-americano de Cinema de Quito, Equador – 2005: prêmio especial do juri
    - Festival de Cinema Ibero-americano de Viña del Mar, Chile – 2005: prêmio de melhor filme
    - Festival de Cinema Ibero-americano de San Rafael Mendoza, Argentina – 2005: prêmio de melhor filme estrangeiro
  • O Filme estreiou em fevereiro de 2005 nas melhores salas comerciais da Argentina. Foi distribuído para diversos países como Espanha, França, Estados Unidos, México, Brasil, República Dominicana, Peru, Colombia, Venezuela, Equador e Uruguai.
Veja alguns cursos ministrados por Meza:
  • Oficina de Roteiro no Festival de Cinema de Porto Alegre
  • Oficina de Roteiro no Festival de Cinema Icaro de Guatemala
  • Workshop de Roteiro no Festival de Cinema de Saladillo, Argentina
  • Worshop de Roteiro no Festival de Cinema de Ibertigo de Las Islas Canarias
  • Worshop de Roteiro para Avila TV de Caracas, Venezuela

2 comentários:

Eliana Guedes Mussnich disse...

Olá, adorei as notícias do curso do Pablo Meza, mas tentei escrever para o pessoal da TecniArt ou acessar o site e não consegui nada. Sabem como posso fazer contato com eles? Obrigada, Eliana Guedes.

Eliana Guedes Mussnich disse...

Olá, adorei as notícias do curso do Pablo Meza, mas tentei escrever para o pessoal da TecniArt ou acessar o site e não consegui nada. Sabem como posso fazer contato com eles? Obrigada, Eliana Guedes.

Últimos Cursos Publicados

Procura